Páginas

domingo, 10 de abril de 2011

e se um dia te lembrares do que tenho feito para que isto continue, lembra-te que não o faço nem por mim, nem por ti. por nós.
e se um dia tiveres saudades do que fomos, lembra-te que já não o iremos ser porque não queremos reviver os erros do passado, e estamos a seguir em frente.
e se um dia quiseres chorar porque me queres perto de ti, lembra-te que não estou de corpo, mas estou de alma.
e se um dia pensares em nós, pensa apenas nos momentos maus, porque foram eles que fortaleceram tudo o que temos.
e se um dia não te disser que te amo de verdade, lembra-te que não é por eu o dizer que vai mudar para + ou para - , é tudo o que temos construido á nossa volta até agora para continuar com isto.
e se um dia (...) não te interessar + que isto aconteça, esquece-me, porque não quero viver numa ilusão. 12/6 - quando tudo começou.
p.s: amo-te + que tudo, you know.